COOPERATIVAS COMO FERRAMENTAS DE GESTÃO DAS ATIVIDADES PRODUTIVAS DA MANDIOCA: ESTUDO DE CASO EM TRÊS COOPERATIVAS NO ESTADO DA BAHIA

Joselito de Macedo Ribeiro

Resumo


A mandioca tem se apresentado como um dos principais alimentos na mesa do povo brasileiro, principalmente do nordestino. O seu consumo é feito nas refeições, quase que diariamente, em forma de farinha e usada na elaboração de iguarias derivadas desse tubérculo, constituindo-se numa grande fonte de energia para o ser humano e animal. É cultivada em quase todo o país e a sua cultura pode ser feita em áreas impróprias para as outras culturas, pois não exige solos com alta fertilidade e é adaptável à seca. O presente artigo trata de analisar o sistema de gestão da produção da mandioca através de cooperativas. Assim, o objetivo do artigo é analisar como essas cooperativas têm contribuído para que o produtor que trabalha com a mandioca desenvolva suas atividades para melhorar a competitividade e assegurar a sua sobrevivência. Para isso, realizou-se uma pesquisa por meio de um estudo de caso em três cooperativas no Estado da Bahia e os dados foram coletados com aplicação de questionários e observações diretas junto aos seus presidentes. Ao final do estudo concluiu-se que as cooperativas são excelentes ferramentas de gestão para os produtores que trabalham na atividade mandioqueira, apesar de restringirem a extração dos produtos resultantes da mandioca à extração da fécula ou à produção da farinha, pois se encontram organizadas para atenderem os produtores cooperados e mostram-lhes os caminhos para aproveitarem as oportunidades mercadológicas.

Palavras-chave


Mandioca; cooperativa; produtor; gestão

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Conbrad

Qualis B5


INDEXADORES E BASES INTERNACIONAIS

 Resultado de imagem para latindex