DIFERENCIAL COMPETITIVO: UMA CONTRIBUIÇÃO DO PROGRAMA JOVEM APRENDIZ SENAI PARA A INDÚSTRIA DE IMPERATRIZ, ESTADO DO MARANHÃO

Janara Pereira dos Santos Borges, Marilsa de Sá Rodrigues

Resumo


Este estudo tem como objetivo principal verificar se o programa jovem aprendiz, efetivado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI, de Imperatriz - MA, se apresenta como um diferencial competitivo para a indústria local. O programa jovem aprendiz, fruto de parceria entre a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos – ECT, outras empresas e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – SENAI, sem dúvidas contribuiu para a formação de pelo menos 24 jovens de14 a24 anos de idade da cidade de Imperatriz. Mesmo assim, tendo em vista que o número de jovens qualificados pelo programa é pequeno, sua qualificação pode ter se apresentado como um diferencial competitivo importante para os mesmos, mas com pouco impacto na indústria local. Isto, no entanto, não desqualifica o programa. Ao contrário, pode servir de estímulo a novas experiências. Do ponto de vista metodológico, o estudo se inseriu no âmbito da pesquisa qualitativa, por se tratar de uma pesquisa documental.


Palavras-chave


Qualificação. Programa jovem aprendiz. Diferencial competitivo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista Conbrad

Qualis B5


INDEXADORES E BASES INTERNACIONAIS

 Resultado de imagem para latindex